Anjos nunca se aprenderam a se despedir.

fevereiro 11, 2008

Senti as asas batendo sobre mim. Suas leves plumas ventilavam em mim um perfume maravilhoso. Nunca irei esquecer. Não sinto mais medo, nem nada. Carregou-me pela alma em seus braços, olhou-me nos olhos e sorriu. Brilhava em sete cores, inexatas e em uma incoerência divina.

E num instante acordei, e ela não estava lá.

 

Anjos nunca aprenderam a se despedir.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: